Judo

O Judo é um desporto Olímpico de elevado valor educativo.

O praticante de Judo (judoca), para além de melhorar a sua condição física, contacta com os princípios éticos próprios da modalidade, aprende a competir respeitando regras e respeitando os adversários, adota comportamentos que o valorizam humana e socialmente.

O Judo português tem expressão nos palcos internacionais. São em número considerável os judocas portugueses que têm conseguido lugares no pódio nas competições de maiores da modalidade (Campeonatos Europeus, Campeonatos do Mundo, Jogos Olímpicos) e em torneios internacionais de grande projeção.

Digno de menção é ainda o facto de estes resultados desportivos surgirem em todos os escalões etários: Esperanças, juniores, seniores e Veteranos.

No Judo há lugar para todos: atletas, treinadores, árbitros, dirigentes e fãs de todas as idades. Nas suas esferas de atuação todos contribuem para o sucesso do Judo e do Desporto Nacional.

Vem praticar Judo, junta-te a nós!

 

O que é o Judo?

O Judo, enquanto desporto de combate, tem por objetivo vencer o adversário através da utilização de técnicas de projeção (nage-waza), técnicas de imobilização (osaekomi-waza), técnicas de luxação da articulação do cotovelo (kansetzu-waza) e técnicas de estrangulamento (shime-waza).

O Judo, também engloba golpes com as mãos e luxações de outras articulações, mas não são permitidas em competição, nem em randori (prática livre), encontrando o seu espaço no treino dos Katas (formas estudadas).

A prática do judo desenvolve altos níveis de resistência, força flexibilidade, ao mesmo tempo que proporciona a aquisição motora de técnicas eficazes de defesa.

O Judo é: Um desporto olímpico, um estado de espírito, uma filosofia de vida, uma atividade de manutenção, um método de ensino, uma arte marcial…

…E para todos os judocas, é um verdadeiro prazer!

 

CÓDIGO MORAL DO JUDO

Amizade

Autocontrolo

Cortesia

Coragem

Honra

Modéstia

Sinceridade

 

Um pouco da nossa História

O Judo foi criado em 1882, no Japão, pelo mestre Jigoro Kano. É um método de defesa pessoal, baseado na harmonia física e mental, que consiste no aproveitamento dos movimentos do oponente para o vencer. Privilegia, portanto, a técnica sobre a força ou, em termos filosóficos, da Cultura humana e da inteligência sobre a violência. É, por isso, além de um desporto, uma ética e uma estética. Mais: é um método universal de descoberta do indivíduo e um meio de defesa prático e eficaz, para além do peso, altura, força, idade ou sexo do praticante, e perfeitamente adaptável em função das suas aptidões e das suas possibilidades.

O Judo conhece desde logo um desenvolvimento prodigioso, espalhando-se rapidamente pelo resto do mundo. Chega a Portugal em 1936, inicialmente com o nome de Ju-Jitsu, consistindo no ensino sistemático da autodefesa. Entretanto, esta componente foi sendo posta de parte devido à popularidade do Judo enquanto desporto, particularmente junto dos jovens. O Judo é igual para todos, só se alterando ao nível do treino para a competição, onde, para além da precisão técnica e da velocidade, é igualmente exigida uma elevada condição física.

De importância capital foi Kiyoshi Kobayashi, o Mestre japonês que chegou a Portugal em 1958 e que é considerado justamente, o ”pai” do judo no nosso país. Com a sua técnica apurada e a eficiência demonstrada, atraiu e entusiasmou muitos praticantes para a modalidade. Convidado a ficar entre nós, ainda hoje participa ativamente nos projetos da Federação Portuguesa de Judo, fundada um ano após a sua chegada, 28 de Outubro de 1959, e da qual é membro Honorário.

 

Equipamento (caráter obrigatório):

Fato de Judo: Judogi
Chinelos de dedo

Cores do cinto e respetivos graus:

1º branco – 6º kyu

2º branco amarelo

3º amarelo -5º kyu

4º amarelo laranja

5º laranja -4º kyu

6º laranja verde

7º verde -3º kyu

8º verde azul

9º azul -2ºkyu

10º castanho -1º kyu

11º preto -1º dan

 

Mestre Alberto Polido (4º Dan)