“Exportar”

“Exportar”

Sendo uma linguagem específica do campo informático, chega mesmo a ser exímia para o que aqui quero acentuar.

Estamos ainda em clima vivencial da Páscoa de Jesus Cristo. Para uns, este tema faz viajar ao tempo da infância, ressuscitando memórias floridas e fantásticas, tecidas com os toques alegres dos sinos, família reunida e amêndoas a fugir por entre os dedos. Para outros, as reminiscências são poucas e descoloridas, não se compreendendo o Mistério e, portanto, não se celebrando. E para outros ainda, a Páscoa não evoca recordações que avivem dentro algo de belo e de salvífico.

Para nós cristãos – e os cristãos são os que têm Cristo como referência e deixam que as suas vidas se deixem iluminar pela Luz que d’Ele brota – a Páscoa é a celebração da entrega de Jesus pela humanidade inteira, entrega concretizada na Sua Morte e Ressurreição, entrega por nós, por mim, por ti, entrega feita de modo totalmente gratuito sem querer saber da nossa falta de correspondência, o que sucede frequentes vezes.

E isto vem a propósito da celebração pascal do Colégio, realizada no passado dia 23 de Março. Os que nela participaram podem testemunhar como eu, a excelência crescente das nossas celebrações eucarísticas, a participação de pequeninos e grandes, a presença de todos os setores, a dinamização e acompanhamento por parte dos educadores, a simbólica utilizada cada vez mais rica e diversificada. E nesta Eucaristia em particular, tudo foi +, tudo se revalorizou, até a generosidade dos alunos para renovar a nossa floresta, através dos mealheiros criados e dos contributos reunidos, se tornou notória.

O polidesportivo sabia a céu! À medida que os alunos foram entrando, acompanhados dos educadores, este foi-se eclipsando e um planeta de vida intensa  foi emergindo. Um mundo de generosidade, de bondade, de inocência, alegria, beleza e cor. Sem dúvida, era Páscoa!

Costuma dizer-se que ninguém é bom juiz em causa própria, mas eu sinto que o meu julgamento é justo. Os nossos queridos alunos, pequeninos e grandes estiveram à altura da Grande Eucaristia Pascal, fizeram acontecer SILÊNCIO que permitiu escutar a Harmonia do Amor de Deus, a LUZ e VIDA que irradiavam da CRUZ que centrou toda a comunidade educativa na caminhada quaresmal. É esta alegria de Jesus, participada por nós, que todos os dias, as nossas crianças e jovens transportam e exportam nos nossos ambientes.

Obrigado queridos alunos pela vossa colaboração e entrega aos projetos do Colégio, que são vossos e de nós todos. Obrigado às famílias que puderam e quiseram juntar-se a nós em tão bela celebração. Obrigado pelos que trabalharam para que a nossa Páscoa fosse celebrada  com tanto empenho e carinho. Não nos limitemos a evoca-la como um acontecimento do passado. A Páscoa é presente, porque o Amor de Deus e a Sua entrega são intemporais. E o que é imperioso para os cristãos é experimentar esta alegria e exportar  a boa notícia da Ressurreição, como fizeram os discípulos.

É neste espírito que iniciamos a nova etapa escolar. Tempo para olhar de frente, tempo de esforço e dedicação, tempo de muitas alegrias. Já se avizinha GRANDE FESTA DA COMUNIDADE EDUCATIVA. A nossa SOLIDARIEDADE é mais uma vez desafiada. CABO VERDE  CONTA CONNOSCO. E nós estaremos à altura.

A Diretora Geral

 Irmã Natália Santos