Oração da Manhã: 11 de dezembro de 2017

Oração da Manhã: 11 de dezembro de 2017

Havia um menino que queria muito encontrar-se com Deus. Ele sabia que tinha um longo caminho pela frente, por isso, encheu a mochila com bolachas e água, e começou a caminhada.

Andou uns metros e encontrou um velhinho sentando num banco da praça a olhar para os pássaros.

O menino sentou-se junto dele, abriu a mochila, e ia beber água, quando olhou o velhinho e viu que ele estava com fome. Abriu, de novo a mochila e tirou um pacote de bolachas e deu ao velhinho. O velhinho muito agradecido aceitou e sorriu.

O seu sorriso era tão incrível que o menino quis ver de novo… e ofereceu-lhe um pouco de água. Mais uma vez o velhinho sorriu.

O menino estava muito feliz!

Ficaram sentados ali sorrindo, comendo e bebendo o resto da tarde, sem falarem um ao outro.

Quando começou a escurecer o menino estava cansado e resolveu voltar a casa, mas antes de sair, voltou-se e deu um grande abraço no velhinho.

O velhinho deu-lhe o maior sorriso que o menino já tinha recebido.

Quando o menino entrou em casa, a mãe quis saber o motivo de tanta felicidade “O que aconteceu para estares tão feliz?”.

Ele respondeu. “Passei a tarde com Deus” e acrescentou: “O mais curioso é que ele tem o sorriso mais lindo que eu alguma vi”.

Enquanto isso, o velhinho chegou a casa radiante, e o filho perguntou-lhe: “Pai, qual o motivo de tanta felicidade?”

Ele respondeu.

“Comi bolachas e bebi água no parque com Deus”.

Antes que o filho pudesse dizer alguma coisa, acrescentou: “Sabias que ele é bem mais jovem do que eu pensava?”

Nunca subestimes a força de um sorriso, o poder de uma palavra, de um ouvido, um elogio honesto, ou até um ato de carinho.

Tudo isso tem a força de transformar uma vida.