ORAÇÃO DA MANHÃ: 16 DE MAIO DE 2017

ORAÇÃO DA MANHÃ: 16 DE MAIO DE 2017

Milevane está diferente. Eu estou diferente. Comecei lento, ao bom
rimo moçambicano, a adaptar-me e a recuperar da saúde. Aos poucos fui ajudando as irmãs nos seus deveres académicos, na organização de ficheiros da escola e da casa.

Espanto o meu quando cheguei à escola, carregada com 20 kg de material pa- ra as aulas de Educação Física e vejo que não há campo de jogos! O campim cresceu tanto que cobriu todo o campo. Quarta-feira à tarde e sábado de manhã foram dias de concentração para limpar o campo de jogos. Pôr os alunos a mexerem-se não foi fácil, o trabalho é duro, mas a Irmã Lina gritou o suficiente com eles que acabaram por fazer um bom trabalho. O possível. Agora já podem ter aulas no campo. Ainda não está terminado mas a chuva não deixa o capim
secar para queimar. As balizas foram comidas pelos bichos por isso temos de ir cortar eucaliptos ao terrenos dos Padres. Temos de esperar porque a serra está estragada.