Homens e Mulheres, por Samir Fakhri

Homens e Mulheres, por Samir Fakhri

A mulher chama o amado de meu bebé
É possessiva e super protetora,
ama incondicionalmente
E cuida do amado com tal vínculo,
Que por palavras não posso explicar.

O homem chama a amada de meu amor.
É possessivo e tem medo de a perder.
Tenta proteger e cuidar.
Mulher amada, és tão frágil quanto bela…
Mas muitas vezes sem demonstrar.

O homem mente aquilo que sente
Por medo de a ferir,
A mulher diz o que está a sentir,
Desabafa tudo que está na sua mente,
Sem mentir

O homem trai por falta de carinho,
A mulher trai por falta de amor,
Enquanto o homem retoma o seu caminho
A mulher sofre com imensa dor.

O homem oferece flores
Enquanto a mulher oferece o corpo e a alma
O homem é bruto,
Enquanto a mulher tem calma.

Os homens são poetas
Sem sabê-lo ser,
As mulheres são musas
Sem saber porquê.

O homem é a pedra,
A mulher é a água que tanto bate
Até que o homem se perde,
Se Transforma
E faz coisas que achava que eram muito “másculas” para fazer.

Mesmo com tantas diferenças
(Diferenças essas que foram colocadas propositadamente pelo próprio Criador),
O homem e a mulher contestam-no
E dizem, quase que batendo com o pé no chão,
Que são almas gémeas,
Que apenas não são eternas
Porque um dia  o coração para.

        Samir Fakhri  12º4

[Imagem: ©Daria Nepriakhina]