Visita de Estudo: Laboratório Nacional de Engenharia Civil

Visita de Estudo: Laboratório Nacional de Engenharia Civil

No dia 19 de março, os alunos das turmas 10º1 A e 10º 1 B visitaram o LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil).

A visita começou com o visionamento de um filme institucional do LNEC, órgão que já tem 69 anos,  sobre o crescimento do mesmo, sobre os vários tipos de testes realizados às estruturas que já se encontram projetadas e também sobre o dia a dia de um investigador do LNEC. O LNEC tem como principais funções dar manutenção a todas as grandes estruturas públicas (pontes, barragens, hospitais), fazer investigação em todos os campos da Engenharia Civil, e avaliar a fiabilidade dos projetos realizados por outras entidades privadas, no que diz respeito à resistência das estruturas e materiais a situações adversas.

Os alunos tiveram a oportunidade de visitar alguns dos pavilhões do LNEC.

Pavilhão do túnel do vento

Aqui realizam-se testes de aerodinâmica, através da utilização de modelos de projetos reduzidos à escala, que são colocados no túnel de vento e submetidos a várias velocidades do mesmo. Vimos como exemplo a Ponte Vasco da Gama, para a qual foram feitos 33 modelos até se chegar ao modelo definitivo, dado à instabilidade dos anteriores, e o primeiro modelo do estádio das Antas (do Dragão), cujas palas seriam instáveis, problema para o qual o LNEC sugeriu a simples solução de construir o estádio noutra direção, situação que a FIFA não permitiu devido ao protocolo existente para a construção de estádios.

Barragens  de Betão e Hidráulica

Dado que não existem modelos matemáticos que simulem com precisão o comportamento da água, existe a necessidade de construção de modelos físicos de barragens que o realizem com fiabilidade.

Aprenderam que, segundo as normas de segurança, cada barragem tem de ser capaz de suportar um peso igual a quinze vezes o seu próprio peso e aguentar quinze vezes o caudal máximo do rio, onde será construída.

Plataforma sísmica

A plataforma sísmica simula, tal como o nome indica, o efeito de sismos, de qualquer magnitude, em estruturas e tem a capacidade de se movimentar em três eixos (duas direções horizontais e uma vertical) e de suportar até 40 toneladas.

Aqui fazem-se testes em estruturas já construídas para conhecer o seu limite de segurança e estudam-se métodos de melhoria das mesmas. Soubemos também que não existe o interesse em levar as estruturas ao colapso, dado a grande probabilidade de danificar o equipamento e o tempo que a plataforma fica inoperacional para poderem limpar os destroços.

A visita revelou-se de grande interesse para os alunos, quer a nível de cultura geral, quer ao nível da percepção das variadíssimas atividades desenvolvidas pelas diversas engenharias.